RECICLAGEM E VALORIZAÇÃO DE BIOSSÓLIDOS

(Reação Exotérmica)

A reação exotérmica é um tipo de compostagem acelerada realizada através de um processo físico-químico. Esta tecnologia inovadora, económica e sustentável que se destina à reciclagem de biossólidos, como lamas de depuração e estrumes, transformando-os num fertilizante orgânico. No processo todos os microrganismos patogénicos, odores e outros aspetos negativos, como a atração de vetores, são eliminados, gerando um fertilizante seguro, para ser utilizado na agricultura.

Neste processo integrado de reação exotérmica, os resíduos são rececionados num silo de alimentação, de onde são encaminhadas para a câmara de reação, onde lhes é adicionado um reagente químico, sendo ambos misturados a alta velocidade, elevando a temperatura. Em poucos minutos os líquidos são evaporados e os agentes patogénicos são eliminados. Como resultado obtém-se um produto quase seco, sob a forma de granulado, atóxico, livre de odores e nutritivo, que pode ser usado posteriormente como fertilizante ou para a recuperação de solos, recuperação de taludes, fabrico de tijolos, coincineração e co-compostagem.

Esta solução pode ser implantada dentro das próprias unidades geradoras de resíduos e é escalável, para produções a partir das 5 toneladas de lamas por dia.

 

(Digestão Aeróbica Termofílica Autoaquecida)

A Tecnologia de Digestão Aeróbica Termofílica Autoaquecida pode ser definida como uma compostagem líquida, destinada a tratar lamas e estrumes. Esta tecnologia não só estabiliza os biossólidos, como também os desinfeta. O processo envolve aspiradores que fornecem excelente aeração e mistura da lama. A aeração dos lodos gera espuma. Camadas densas de espuma acumulam-se rapidamente na superfície, melhorando a transferência de oxigênio e, assim, contribuem positivamente para o desempenho do processo. O controle eficaz da espuma é um elemento essencial desta tecnologia.

Esta antiga e moderna tecnologia, tem vindo a ser melhorada tendo-se tornado mais eficiente aumentando a entrada de oxigénio no início do processo e usando os mais recentes métodos de tratamento de odores. O produto final é um valioso fertilizante dentro dos mais altos padrões internacionais de qualidade (Classe A de acordo com o regulamento US EPA 503).

As soluções de tratamento e valorização de biossólidos, com base na tecnologia de Digestão Aeróbica Termofílica Autoaquecida, são projetadas sob medida para atender os requisitos de cada caso.